terça-feira, 15 de março de 2011

ADJETIVOS

ADJETIVOS

Estudar os adjetivos é importante não apenas devido à necessidade de domínio gramatical. Na hora de redigir, você precisa evitar repetições de palavras. Para isso, é necessário conhecer os adjetivos que podem substituir determinadas locuções adjetivas. Para entender melhor essa importante classe, a professora Maria Marlene, de Tucuruí, no Pará, fez este simpático poema sobre os adjetivos (confira outros poemas no blog dela: literaturamariamarlene.blogspot.com).

Todos os seres têm nomes,
características?! ...também!
são defeitos...qualidades,
dadas aos substantivos,
então são denominados:
"os famosos adjetivos!"

Podem ser Simples, assim:
garoto lindo e charmoso
ou Compostos...como em:
Minha blusa azul-marinho.
Até Pátrio...podem ser:
A cultura paraense,
É riquíssima!! Podem crer!

E podem ainda, ser:
Primitivos...notem bem:
Patrão justo e legal.
E derivados também:
Patrão injusto e ilegal!!
Acrescentando afixos,
Está claro ...afinal?!

Não se pode esquecer,
Das locuções adjetivas,
Na verdade, elas valem
Tanto quanto os adjetivos!
Em: cor do céu e água da chuva..
É celeste e pluvial!!
É ou não é tudo igual?!

Saiba que os adjetivos,
também têm variações,
Em gênero, número e grau.
E para entender melhor...
Estude então, com firmeza.
E você vai aprender,
Tudo...tudo! Com certeza!

Sugiro algumas atividades para fixação do conteúdo:

01) Siga o exemplo abaixo, completando as frases com adjetivos adequados.
a) Pequeno, redondo e de cor azul-noite, quase negro, o açaí pode ser considerado a pérola da Amazônia.

b).............,............. e ................, Ana Paula Arósio é uma das importantes atrizes do Brasil.
c) ...................,................ e ...................., o Rio de Janeiro encanta os turistas.
d) ....................., .....................e ......................... a educaçao brasileira vai de mal a pior.
e) ........................, ................... e ................... assim é Dilma Rousself, a presidenta do Brasil.


02) Substitua a locução adjetiva por um adjetivo equivalente:
a) Ainda vejo o mundo com olhos de criança.

b) As doenças do fígado são mais comuns do que se imagina.

c) O câncer de boca envolve várias estruturas, como as gengivas e o palato.

d) O signo de touro é o segundo do zodíaco.

e) Os anéis de prata custam mais que aço.

f) Moro numa região de lagos e de neve.

g) Meu amor é uma chama de fogo.



03. Leia o texto para responder o que se pede: 

Também há uma fruta que lhe chamam banana, pela língua dos índios Pacovas. Há na terra abundância delas: parecem-se na feição com pepinos, nascem numas árvores muito tenras e não são muito altas, nem têm ramos senão folhas muito compridas e largas. Estas bananas criam-se em cachos, algum se acha que têm de cento e cinquenta para cima, e muitas vezes é tão grande o peso delas que faz quebrar a árvore pelo meio. Esta é uma fruta muito saborosa e das boas que há na terra, tem uma pele como figo, a qual lhes lançam fora quando as querem comer. E se comem muitas delas, fazem dano à saúde e causam febre a quem se desmanda nelas. E assadas maduras são muito sadias e mandam-se dar aos enfermos. Com esta fruta se mantém a maior parte dos escravos desta terra, porque assadas verdes passam por mantimento e quase tem sustância de pão.

Pero Gândavo e Magalhães.

No texto acima, Gândavo descreve uma banana para europeus, que nunca tinham visto essa fruta à época dos descobrimentos. Como literatura informativa, sua carta tinha que descrever as riquezas e estranhezas da ‘nova terra’. Naturalmente, o viajante também parecia fascinado por tudo de novo que vinha a conhecer, daí a abundância de adjetivos nos textos quinhentistas.
Imagine que você deve descrever um objeto ou uma fruta para alguém que nunca o/a tenha visto.(pode exemplo, uma caneta, uma mesa, um celular, etc.). Escreva um parágrafo, como o de Gândavo, apresentando esse objeto ou fruta e observe os adjetivos empregados.  

04. Transcreva todos os adjetivos do texto abaixo:

O HOMEM PERFEITO.

O homem perfeito é lindo,
tem um pouco de mistério,
é belo quando está rindo,
é lindo quando está sério.
O homem perfeito é bom,
tem um jeito carinhoso,
quando fala, em meigo tom,
causa arrepio gostoso.
O homem perfeito é fino,
solícito e fiel,
tem a graça de um menino
e é mais doce que o mel.
O homem perfeito adora
dar flores, botões de rosa,
a alguma velha senhora,
ou a uma senhorita idosa.
O homem perfeito tem
energia, não se cansa,
lava louça, enxuga bem,
gosta muito de criança.
O homem perfeito é
sensível à grande arte,
gosta de dança e balé,
nunca haverá de magoar-te.
Encerrando, finalmente,
os versos que perpetrei,
devo dizer-te, somente:
o homem perfeito é gay.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário